domingo, 1 de julho de 2012

Toscana -



Sou uma cigana

de Pisa

andei por toda Toscana

descalça

dormi na relva

dancei em noites estreladas

e nunca esquecidas







Conheci o frescor da noite na grama em frente a catedral

Com a torre inclinada em meu rosto



e a testemunha fiel no céu



Era verão
E quando chegava a manhã
quando o espirito e os ouvidos
estonteados com o incessante bater dos flashes
e a barulheira dos passos...
e os dias transcorriam assim
sem que fizesse outra coisa
a não ser sair
para tomar ar
e contemplar o mediterrâneo
que vinha acariciar
o muro do meu jardim

Lindo ano aquele
com a sensação encantadora a dever a milenar Itália
espiar em volta
abrir os olhos
fazer com que a ponta fina dos meus dedos tocassem meu rosto
o arranjo dos meus cabelos
reajustava meus óculos
tateava com a mão segura
o coração
sentia o compasso
tranquilo
da paz...



Dirijia o olhar mais além
festa todos os dias
em cada esquina um orquestra
com clássicos
ou uma opera de Verdi


A Itália não merece a crise em que se encontra
Nenhuma nação merece
mas tem que ocorrer
para que algo aconteça

ou como disse Lampedusa:
"Para que tudo fique como está"














Nenhum comentário: