Translate

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Anjo da morte


Estou grata por isso. 
Há uma parte em mim que nunca voltará a ser 
Condenei à morte a pessoa errada.







Duas possibilidades de final

matas o real
viverá para sempre
o sonho 




o sentimento cessa de correr
e de mim
que sobra...








Obrigada

Por esse dia lindo...
..............................
Por essa merda de dia
Por não saber escrever merda em poesia
Por esse amargo dentro de mim


pelo lindo pôr do sol
de ontem
pelo lago escuro
e pelo medo


por me chamar de anjo
pelas asas que criei
pela visão que agora tenho
de anjo
sem sentimento


por rir
e por chorar
no silêncio
do meu esconderijo
por fingir
pela escada sem corrimão
e pelo andar
sem chão
Por esse lugar
Por essa cadeira
e essa mesa larga
onde me sentei
para encobrir o desencanto dessa vida
deixo agora um poema
sem poesia



Existem poesias
que dançam





matas a mulher
mas não matas nunca
o SONHO

Mlailin




Nenhum comentário: