Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2012

2012 foi um ano ruim - Nunca me senti tão amada

Imagem
Não olharia o relógio e nem contaria os minutos nos dedos. Ficaria olhando as pessoas indo e vindo... E assim ficou até às 3hs da tarde sentada, estática, quase em choque, olhando as pessoas humildes que entrava e saiam daquela rodoviária em Natal/RN. Tentou ler e fazer algumas anotações, era mais uma vitima da apatia. Quando o relógio quase marcava 4hs, pensou: Já deu tempo. Já deu tempo do dinheiro cair na conta e assim foi em direção ao guarda-volumes. Guardou suas malas e se dirigiu ao caixa eletrônico. Elas poderiam ficar ali até às 6hs da manhã do outro dia. Foi até o guichê e decidiu por Natal/Brasília. Se dissesse isso a alguém, a chamariam de louca. Depois de tanto pensar a sua bussola mental indicou esse o caminho. Era mais forte do que a razão, se é que vivia em um mundo de razão. A outra opção era esperar o outro dia, o sábado, e seguir às 13hs para o Rio de Janeiro e depois São Paulo.  O imã interno existente dentro de si, chamado coração, indicava Caruaru, Quipapá, Cupira,…

Árvore - Salve o seu dia

Imagem
Árvore
Ouvi dizer que hoje é seu dia. 
Quero aproveitar e agradecer a todos aqueles que contribuíram 
de uma forma ou de outra para o fim de nossas florestase depois de uma ou outraencontrada pelo caminho.

Até a foto da santa ignorância

sai FEIA




Quero agradecer meus honoráveis vizinhos,




pela morte de um maravilhoso ficus, 



plantado na calçada de minha casa. 



Arvore linda na flor da idade cheia de pássaros, 



de folhas brilhantes, 



plantada por minha mãe 




Sem tempo para morrer

Imagem
A tristeza é uma emoção normal e saudável;
a depressão é uma doença. 
O desafio é entender e reconhecer a diferença



Independente do que a medicina, os amigos, a família

possam oferecer, 

eles têm o direito de escolher 
o jeito e o momento de 
morrer

Indo mais longe: 

Pessoas que não são terminais 

também podem recusar a vida que lhes é oferecida





Estava triste o suficiente para criar

um personagem que morresse em meu lugar

Eram 14hs
Pensava nisso

Quando ouvi uma voz infantil no portão chamando:


"Lailin, você pode me ajudar na lição de casa?"
Bruna é uma das garotas da vizinhança que costumam 
me procurar

Quando estou de bom humor 

vou além da lição de casa
Quando não, fico em meu casulo
observando
e deixo que fiquem pelo quintal em liberdade
De forma mecânica

Arrumei minha cama
bagunçada do sono da tarde
e deitamos juntas nas almofadas
Enquanto Bruna montava a conta de divisão,