Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2018

Vera Loyola - e o insustentável peso da futilidade

Imagem
Final de ano é assim, nada para fazer a não ser ficar ouvindo  barulhos e revendo a retrospectiva que a TV e o tele-móvel manda. Em uma dessas mensagens recebi uma que compartilhei em minha página em 21.11.2012 de uma mulher de nome Vera Loyla, era uma frase dita por ela e embaixo os comentários. Achei engraçado e fui no google procurar fatos sobre ela
E o que encontrei: o que todos sempre disseram sobre ela: futilidades

“Quero ser a Brigitte Bardot do Brasil” (Vera Loyola)
 comentários:
- Na cabeça dela, ela pode ser até a Marilyn Monroe. Socialite brasileira serve para isso mesmo: "Querer ser..."
- Madre Teresa ninguém quer ser, né?
- Que fim levou essa maluca? - Perguntei e responderam 
Vera Loyola (nascida em 26 de junho de 1947) ainda é uma socialite carioca e continua na mesma vida inútil de sempre Ela ficou rica herdando (como sempre herdando e não trabalhando) as padarias do pai e conhecida por excentricidades como o pomposo aniversário que fez para uma de suas cadelas (tem …

Monte Verde com Anita Bortz

Imagem
Anita Bortz
Quando conheci D. Anita, ela morava atrás do B.Bradesco Fazia apfelstrudel, licor, geleias.... Uma senhora bem ativa Ontem passando na rua, uma outra rua onde ela foi morar há vinte anos atrás Depois de ter sido despejada da casa atrás do B.Bradesco... Isso é uma outra história Fiquei algum tempo na cerca pensando: chamo ou não chamo? Nem precisei, ela apareceu na porta com seu andador Mandou que eu entrasse Ainda não sabia se queria No fundo não queria Quem quer compartilhar a tristeza e as lembranças de uma pessoa? Ninguém Aqui no Facebook me parece que todo mundo Quero ver pessoalmente! Pensam que eu nasci ontem? Bom, ela veio ate o portão em seu andador, e eu deixei Fiquei olhando, dizendo a mim mesma É bom que ela ande Andar faz bem Quem sou eu para pensar isso? Era isso que eu pensava Ela veio em dificuldade abriu o portão e pediu que eu entrasse Disse a ela que lembrava dela ha vinte anos atrás, na casa atrás do banco E que eu estava passando e lembrei dela Perguntei se eu podia fazer alg…