Translate

quarta-feira, 18 de julho de 2012

AF-447 - Negligência


O que ocorreu com o Airbus A330 da Air France que fazia o voo AF-447 do Rio de Janeiro a Paris na madrugada de 1º de junho de 2009 foi uma tragédia que matou todas as 228 pessoas a bordo deixou de ser mistério


O primeiro copiloto, no comando naquele momento crucial, para a estupefação dos especialistas, insistiu em manter o avião empinado em um ângulo insustentável. O comandante não teve tempo de reassumir seu posto. Quando chegou à cabine, o AF-447 estava a quinze segundos de se chocar a 335 quilômetros por hora contra a superfície do mar. Pelas gravações da caixa-preta, os pilotos voaram às cegas nos quatro minutos que se passaram desde a perda do piloto automático até o choque final.



Eles pensavam estar voando. Estavam caindo.





O que mais precisamos saber?
Pilotos responsáveis por aviões de passageiros são muito bem treinados?
Podemos ficar tranquilos, estamos em boas mãos?



O símbolo g é usado para medir a força de aceleração exercida sobre as pessoas em veículos. A força da gravidade na Terra produz uma aceleração padrão de 1 g. Quando o piloto consegue mudar o curso de um avião que está mergulhando, ele sente uma força maior empurrando-o contra o assento. Quando essa força é duas vezes maior do que a força da gravidade, ela é classificada como 2 g.
Isso nem chegou a acontecer
Eles pensavam estar voando
estavam caindo

Falha humana



Hoje dia 18/07, três anos depois, quero dar meus parabéns a falta de destreza e treinamento dos pilotos da AF-447. Como se dá os parabéns a um morto?


Hoje dia 18/07 quero dar meus parabéns aos passageiros que imaginavam estarem em mãos bem treinadas, tranquilos, sentados em suas poltronas, talvez ouvindo uma música ou vendo um filme. Pensavam que estavam voando, mas estavam caindo.
Quero dar os parabéns pois agora vocês estão em boas mãos, deixaram esse mundo de "vivos" deixaram de ter passado e começaram a somar um futuro num novo calendário com lógica e medidas por nós desconhecidas. 


Beijos carinhosos 

Mlailin




Nenhum comentário: