Translate

domingo, 3 de junho de 2012

EU



Deixei-a absolutamente só

E ela passava o dia todo rodeada de livros

Quando não

passava diante do espelho

junto do armário do banheiro

que eu fizera vir de Monte Verde


Admirava-se compenetrada, deitada

diante da porta entreaberta

por onde eu seguia seus movimentos

com uma atenção profunda e séria


Caminhava com a cabeça um pouco inclinada para

 trás,

para observar suas ancas e cintura

afastava-se e aproximava-se

e depois cansada de se mover

voltava a sentar e ficava diante de si mesma,



olhos nos olhos

expressão distante

e alma mergulhada nessa contemplação

Logo descobri que ela saia todas as manhãs 

e desaparecia completamente até a noite

Mlailin 



3 comentários:

joaquim disse...

gostei mesmo!!!!

José António Sousa disse...

Olá Marcia, gostei muito desta vizita!
Fiquei apaxonado, pq é uma história de Amor, real e verdadeira!! O despertar para a vida, me comoveu ...
Parabéns amiga! Adoooorei!
Beijos e felicidades para seu blog.

marcia torres disse...

Lindooooo!!!