sexta-feira, 22 de junho de 2012

Amor ágape




Para cada tipo diferente de amor, os gregos 

possuíam uma palavra especial. Interessante é que não

usaram eros, que designa o tipo romântico de amor 

baseado na atração sexual.




No entanto, deveras usaram storgé, quando se referiam 


ao tipo de amor existente entre pais e filhos,

 entre irmãos e irmãs. 





Também usaram philía, com referência a um amor do 


tipo amizade que existe entre pessoas que têm


 muito em comum, em sentido cultural e/ou idealístico. 



Mas, com maior freqüência, usaram uma palavra 


raramente empregada pelos antigos escritores gregos;

 trata-se de agápe, referindo-se ao amor baseado em 

princípios, amor que pode ser expressão exemplar

 do altruísmo.



Até mesmo no caso do tipo romântico de amor, é 


verdade que custa caro, mas vale a pena — isto é, se


 for mantido dentro dos limites estabelecidos para ele



O tipo de amor que existe entre pais e filhos, também 


entre irmãos e irmãs, semelhantemente custa

 algo. Tais relações têm de ser cultivadas, a fim de 

prosperarem. As obrigações precisam ser cumpridas.

 Mas, vale a pena fazê-lo. Pense só na satisfação que 

emana de se fazer algo por alguém a quem ama,

 também, de quanto significa ter alguém que realmente 

se interessa por você. A solidão é o quinhão de 

muitos , porque, segundo crêem, ninguém realmente se 

importa com eles.




Para se gozar o amor de amigos há também um preço 


que tem de ser pago. A amizade entre duas 

pessoas maduras exige consideração, solicitude, bons 

modos, tato, e genuíno interesse no bem-estar da 

outra pessoa, entre outras coisas. Quando as amizades 

se desfazem, dá-se isto porque uma ou outra 


pessoa tentou receber demais e não dar o suficiente.






Audrey foi um exemplo de amor ágape

Um exemplo a ser seguido

Mlailin



2 comentários:

Contato disse...

Obrigado pelo convite, adorei cada linha, aliais, gosto de tudo que vc escreve e de sua sensibilidade ao focar os fatos...beijão e obrigado mais uma vez.
Hranuk

Elizabeth disse...

Muito bom Marcia...como já disse em outro cometário vc domina totalmente a "arte" de escrever!!!!Belo texto e imagens