Translate

domingo, 25 de março de 2012

INVEJA

Morte e vida estão no poder da língua








A fofoca pode fazer com que sua vida tenha mais intriga do que um filme de cinema. Ana Clara sabe o que isso significa: “Sempre sou vitima de fofocas. Já falaram que eu estava grávida, que já tinha feito um aborto, que vendia drogas e que usava drogas. Por que as pessoas falam essas coisa de mim” – Finaliza Ana
Por que será??

Não precisamos ir muito longe...





O que seria da inveja sem elas: as comadres?
Essa da foto na janela é uma comadre da década de 1970
(personagem da série a feiticeira)
Hoje as comadres e os compadres estão em um quadradinho


Livres, pesados e sarcasticos (ou LLS)

A fofoca nas calçadas, ou em pontos estratégicas tomou novo quadro. E esse quadro tem nome: Facebook. Que não serve somente para a comunicação entre membros da família, encontro com novos amigos, grupos de poesias, eventos sociais, mas também para a criação de grupos preconceituosos que tem como objetivo seguir o perfil do programa Big Brother. Muitas vezes com duração de um ano até a vítima ser eliminado ou “quilhada” que é o novo termo. São pessoas bem instruídas, de bom nível social, cujo objetivo principal e gozar a vida, ou gozar com aquele que escolhem como bode expiatório. O bode sempre é alguém mais fraco, seja emocionalmente ou financeiramente. Os que não se sujeitam a baixeza de serem menosprezados, quando se tiram um barato da cidade em que moram, do nível cultural, são discriminados com a lei do silêncio e nem um bom dia lhes é dado. Ou postam algo e colocam em secreto e a pessoa “escolhida”só vê as respostas e quando questiona o por que ignoram e continuam a conversar com os outros membros até mesmo citando: fulano, ciclano, você esta vendo, é isso que importa? O estopim vem a tona no dia em que a vitima resolve expor os fatos e pergunta se naquele grupo que se diz tão unido e amigo existe divisão de castas. Não houve resposta. Ocorre então mensagens inbox entre administrador e vitima. A vitima pensa que encontrou um amigo com quem pode desabafar. è esse o objetivo. O administrador até mesmo escreve um recado ao grupo dizendo o quanto as pessoas são sofridas e precisam ser entendidas, pois nem sempre tem dinheiro para o ônibus. Para provar o quanto é compreensivo com o lado mais fraco deixa a administração do grupo, onde o grupo inconformado posta até a exaustão: Oh, não!!! Para logo mais no final de semana se reunirem entre eles, administradores e o pseudo ex, para um churrasco de confraternização, afinal o grupo precisa estar sempre unido e coeso. O caso esta todo postado no email da vítima, conversas coladas ocorridas em inbox e conversas dentro do grupo fechado copiado e mandado por email, por um amigo ou espião como apelidaram. Devido a vítima ter pego uma dessas conversas e colocado em sua página e mostrado ao sol aquilo que eles escondiam com a peneira, ela foi denunciada ao facebook, não só por uma mas por vários do grupo como spam e sua conta foi bloqueada. O facebook tem uma norma estranha de acatar denuncias de comadres e compadres sem saber realmente o que ocorre em ambos os lados. Deviam fazer uma varredura nas postagens e conversas inbox. O Facebook na certa tem acesso ao que se passa virtualmente, mas prefere seguir o método mais fácil para ele, que é eliminar uma página denunciada a saber realmente a verdade dos fatos. Ocasionando grandes transtornos para a vítima, como perda de muitos dados importantes, fotos e a credibilidade perante seus amigos. Algo que pode ser enquadrado em assedio moral, bullying virtual.
Um trecho da conversa mantida dentro do grupo fechado, depois que a vítima foi "quilhada"  pode ser lida logo abaixo:
Livia: Já disse que desfaria se alguém me dissesse como, pois nada achei. E não fui so eu quem a denunciou
Há 45 minutos via celular CurtirCurtir (desfazer) 3
Javier Barden: Alguém se lembra da terceira lei de Newton?
Há 3 horas CurtirCurtir (desfazer)
Taís: Chego agora e a quilha "comeu" tsc tsc Ottanta querido "os cães ladram e a caravana passa" ... rsrs
Há 8 horas CurtirCurtir (desfazer) 1

Taís: Eu a procurei agora na minha lista de amigos para ver se eu a adicionei... e o mural sumiu "Você pode ter clicado em um link expirado ou digitado o endereço errado"
Há 8 horas CurtirCurtir (desfazer) 1
Obs: Os nomes foram mudados. Ottanta é o apelido do administrador (são três administradores: Madre, C.Kent e Ottanta)


Mlailin

 



















5 comentários:

Mlailin disse...

A palavra “sarcasmo” deriva-se de uma palavra grega que significa literalmente “dilacerar carne como cães”. Assim como um cão utiliza seus aguçados caninos para arrancar carne dum osso, a pessoa sarcástica pode despojar outra de sua dignidade. Como diz a revista Journal of Contemporary Ethnography: “O âmago do sarcasmo . . . é a declarada hostilidade ou desprezo.” Pouco importa se é um ataque direto, uma descortesia sutil ou um lapso da língua. Um comentário rude, sarcástico, faz de alguém um objeto de zombaria — uma vítima.

Mlailin disse...

A menos que a pessoa demonstre boas qualidades — tais como honestidade, integridade, paciência e consideração — em todas as ocasiões e para com todos, que garantia você tem de que o prospectivo amigo vai tratar você bem?

VM disse...

Sim, que garantias vc tem?
Nenhuma!

VM disse...

Estás com um ar mto sério lendo esse jornal :-)
É uma publicação Anarquista?
Já sei é o Pasquim! :-)

Mlailin disse...

Não é o pasquim, é a Folha de SP, um jornal fácil de ler
escrito para gente como a gente. Não tenho garantia, porque o coração é traiçoeiro. Mas, temos leis, para disciplinar. Ou a lei é do cão?