Translate

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Agora sem minha mãe


(Paras Jaci minha mãe lua)

Você nem acredita
Mas amanhã sexta dia 11
Ira acontecer uma apresentação em homenagem ao dia as mães
Eu nunca gostei de comemoração
Eu nunca participei de nenhuma apresentação
Você nunca achou isso importante
Nunca alimentou nenhuma data comemorativa no coração dos filhos
Mas agora depois de quase 12 anos
Eu vou fazer o que eu quero
Me desculpa por isso




Irei
Pediram na classe se alguém gostaria de fazer uma homenagem a mãe
lendo uma poesia
Eu fiquei na minha
Não sou poeta
Foi ai que a professora olhou em minha direção
E perguntou se eu não queria
Quase disse: “Não, não quero”
Por um segundo pensei nisso
No segundo seguinte disse sim, eu iria
Com o coração batendo mil vezes
Escolhi a crônica que escrevi em em sua homenagem:
“A primavera abandonou o ano”
Tá certo que terei que resumir um bocado
Mas existe desgraça maior do que:
“A primavera abandonar o ano?”






Veja as fotos que tirei hoje
Enquanto fazia bolas de chiclete
Lembrei-me de você ordenando: “Cospe”
Eu fingia que cuspia e colocava o chiclete no céu da boca
E depois pregava debaixo da mesa
Para pegar mais tarde
Quando você não estivesse por perto
Quantas vezes dormi com ele na boca...



Não pergunte por que
mas hoje atravessei a linha do trem
E fui até onde era o porto de areia
a última vez que fiz isso devia ter uns 9 anos
Lembra da vez em que fomos juntas?
Eu fui com um lindo vestido que você mandou fazer
Até hoje lembro como era...
No meio dos montes de areia
existiam pequenos lagos
E foi em um desses que eu cai
Não lembro se foi de proposito ou acidente
Se me conheço bem, deve ter sido de proposito
Você ficou furiosa e foi nesse dia que você descobriu
Que laços e vestidos não combinam muito comigo


Sentei um pouco em uma pedra e fiquei olhando para o nada
Esta tudo mudado
Tudo muito feio
Terrivelmente feio e fedido
Foi então que desisti de recordar
Pois sei que iria chorar



Se tivesse asas iria voar

Mlailin




4 comentários:

amanda disse...

ADOREI!!!!!

sueli aduan disse...

O que eu posso eu "falar"?
Há o que falar???
Você, marota, (maninha querida) já disse tudo e na forma mais bela do sentir.
Poeta de mão cheia.

bjus,
Belas fotos!!!!

Stela Emilia Gusmão disse...

Marcia, valeu a espera, lindo, muito lindo de verdade,um abraço poetisa

OZNA-OZNA disse...

Bellos y dulces sentimientos plasmados en supremos versos nos regalas querida y admirada poetisa. Miles de besinos e infinitas gracias por concedernos el privilegio de ser testigos de ellos.