quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Eloá, dorme em paz


Eloá, dorme em paz

Sou uma menina e vejo todo o tempo
A forma como o Senhor
Deve ver esse imenso universo
Que se mostra diante dos meus olhos

As vezes
As vezes eu olho
para o horizonte e tenho a estranha sensação
De que o Senhor é cheio
de segredos
Segredos sobre toda a terra
Pensamentos mais altos do que o meu

Tenho orgulho de você
Capaz de ver onde cada estrela esta indo
e chama a cada uma pelo seu nome

Meus pés são marfim e azuis

Os seres humanos passam por mim,
alguns mais lentos
outros mais apressados,
exaustos.
Também param
conversam e sorriem
ficam calmos,
confiantes e belos
Compartilham a tranquilidade do mar.

Essa terra é um mosaico de pessoas adormecidas
aconchegados uns aos outros
E quanto a mim
não se preocupem
Estou em paz

Mlailin

Nenhum comentário: