Translate

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Carta de uma desconhecida - Stefan Zweig




"Só posso permanecer 

neste mundo mediante

astúcia e fuga"  

Stefan Zweig e Lailin





Aldir Brasil ao me enviar um

documentário de Stefan Zweig

me fez lembrar

de um filme que assisti






duas, três vezes

Perdi a conta


 sempre com o coração partido...


"Carta de uma desconhecida"



baseado em uma história de Stefan Zweig



Penso:

 Por que o filme me comoveu tanto?

Por conta disso durante muito tempo 

ele ficou sendo o meu 

número um

só sendo superado anos mais tarde

pelos filmes de Bergman

Talvez tenha sido por causa daquela jovem sonhadora

na balança

Ou por ela ter estado tão perto de 

realizar 

seu desejo 

ao

mesmo tempo 

tão longe

Os filmes me fizeram entender 

o universo humano

e

ao mesmo tempo

cauterizou meus sentimentos

como um ferro de marcar





A única coisa que possuo com segurança: 

A liberdade interior (EU)




"Criados com tranquilidade, 

num ambiente estreito


De repente somos lançados no mundo,


Banham-nos cem mil vagas,

Tudo nos excita, diversas coisas nos agradam,


Diversas coisas nos desgostam, 



e de hora em hora



Varia o sentimento, 


que facilmente se inquieta;


Sentimos, e o que por nós foi sentido,



O variado tumulto do mundo leva consigo"



Goethe 






"Dormes na minha insônia



como o aroma entre os tendões


da madeira fria


És uma faca cravada

na minha vida secreta"

Herberto Helder


  Estava nu

sem água e sem luz que lhe mostrasse como era

ou como poderia construir a perfeição



os dias foram-se sumindo cor de chumbo

na procura incessante doutra amizade

que lhe prolongasse a vida


e uma vez acordou


caminhou lentamente por cima da idade

tão longe quanto pôde

onde era possível inventar outra infância

que não lhe ferisse o coração

Al Berto







Nenhum comentário: