Translate

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Faixa de Gaza - por que brigam Judeus e Árabes?



Por que brigam árabes e judeus

pergunta

simples e ao mesmo tempo tão complicada

Se forem pesquisar

Vão acabar desistindo e indignados dizer:

"Ah, eu tenho mais o que fazer"





Certo dia, um estudante foi para casa e disse a sua mãe: 

“Fiz nova amizade na escola. 

Posso trazer meu amigo em casa para brincar comigo?”
“Qual é a cor dele?” perguntou a mãe.
“Não me lembro. Amanhã vou olhar para ver.”


Esta história da vida real ilustra 

que na mente de uma criança só existe uma raça 

a raça humana.

De fato, esta é uma das definições do dicionário 

para a palavra “raça”.







O termo “judeu” a princípio se aplicava a alguém que
pertencia à tribo israelita de Judá.
Mais tarde, passou  ser usado para se referir a todos
os hebreus.
o nome árabe, é usado principalmente em sentido
amplo como aplicando-se a um habitante da Arábia,
aquela terra imensa ao L e S da Palestina.
Ocasionalmente, o contexto e o uso dão a entender
uma tribo ou um grupo étnico específicos.
Diversas tribos árabes eram semíticas, descendendo
de Sem através de Joctã; outras eram camíticas,
descendendo de Cus, filho de Cã.
Alguns dos descendentes de Abraão por Agar e
Quetura também foram morar na Arábia, tais como os
filhos de Ismael que “passaram a residir desde Havilá,
perto de Sur, que está defronte do Egito, até a Assíria.
A descendência de Esaú, morando na região
montanhosa de Seir, também passou a ser incluída na
classificação geral de árabe.
Na maior parte, os árabes eram um povo nômade, que
levava uma vida pastoril, morando em tendas





Por que brigam Judeus e árabes?

Por que dão esses exemplo para seus filhos?

Por que disseminam tanto ódio?

Se um idoso até hoje balança a cabeça

em estado de choque

o que dirá uma criança?
ou alguém que almeja a paz entre seus semelhantes?





Por que brigam?
Por isso que escreverei abaixo:

A história vem de longas datas.
A História de Abraão e Sara e a profecia de
que ele geraria "o filho da promessa",
o qual seria o herdeiro legítimo de Abraão.
Com isso nasceu Ismael,
filho de Abraão com uma egipcia,
porém não era o herdeiro legítimo da promessa
de Deus.
Ismael é pai dos árabes (inclusive palestinos).
Quando nasceu Isaque, o verdadeiro herdeiro, de onde
vieram os judeus, começou a contenda...






É verdade que judeus e árabes

são separados por fortes diferenças religiosas.

Mas os estopins que fizeram irromper suas guerras
foram todos questões políticas e econômicas,
não questões relacionadas com a Bíblia.









De um lado, há os árabes.
Entre eles há cristãos nominais, muçulmanos praticantes ou não-praticantes, membros da crença drusa, e professos ateus.
São também afiliados a diferentes facções políticas, alguns favorecendo o estabelecimento dum estado palestino independente na Cisjordânia e na Faixa de Gaza.
Do outro lado, há os israelenses judeus, também divididos em muitos sentidos. Alguns imigraram do Marrocos, do Iêmen, do Iraque e da Síria. Outros vieram da Europa e da Rússia.
Mais outros são da Índia, das Américas, da Etiópia, da África do Sul e de outras partes.

Vivem em comunidades que têm a sua própria cultura e tradições, bem como sua interpretação peculiar do judaísmo e de como praticá-lo.
Por exemplo, há um rabino-mor para os judeus asquenazis (europeus)
e um para os judeus sefarditas (do Oriente Médio). Embora a maioria demonstre vivo interesse nas questões políticas,
há judeus profundamente religiosos que nem mesmo reconhecem a existência do Estado de Israel e que se negam a pagar impostos.
Depois há os sobreviventes do Holocausto, muitos dos quais ainda ficam atormentados pensando nos sofrimentos passados, cada um deles tendo a sua própria experiência confrangedora a contar.
Também, cada vez mais estão professando ser ateus, adotando uma ampla escala de filosofias pessoais.
A única coisa que mantém a população judaica vinculada é a sua sobrevivência como povo e como entidade política.





Vivem em guerras
em
uma atmosfera de depressão e desespero



Cada vez mais enfrentamos o terrorismo
promovido por aqueles
que defendem uma causa.



Isso não é uma guerra santa
e de onde tiraram a ideia de que
uma guerra é santa?
Isso é nada mais
nada menos do que TERRORISMO



Pouco me interessa saber de Abraão,
Sara, Agar, Isaque, Ismael
terra da promessa, faixa de gaza



 que diferença faz isso?

Toda a humanidade descende de Abraão, Sara, Agar e ai... ?

Vocês ocasionam vergonha, nojo
como irmãos e como nação

E por que causa matou o seu irmão?

- Por ódio
Tinha ódio em seu coração


Mlailin



2 comentários:

Blog da Terezinha Sobreira de VS disse...

Pensava que a causa de tanta briga estivesse relacionada às origens; filho de Agar e filho de Sara.

marcia lailin disse...

A origem
é sempre a mesma em todo o mundo
tolerância, respeito, amor...