Translate

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Tão triste como ela

Deitada na grama
envelhecida, tratando de controlar
a artrose com orgulho evidente

Olhem a foto dessa mulher!
menos jovem, menos crédula
à medida que o tempo passa...

Sorri para as mães que passam com suas crianças
no calçãdão da praia em Ponta Negra
Por instantes
Deixa o mar levar seu corpo
enquanto pressente a morte numa onda
mais forte
desacreditada
Tenta contar sua história
que o mundo teima em transformar em poesia

Quando tudo ficar insuportável
As roupas sujas e imprestáveis virão a tona
com cheiro de uso, de suor e trevas
papéis velhos, molhados, indecifraveis
dois livros
um de Virginia Woof e outro de Silvia Platy
e uma agenda com a capa de couro e as iniciais ML

Mlailin
 
 

Nenhum comentário: