Translate

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Simplesmente amor



Aconteceu na quinta
Estava passando apressada pelo local
Estação Luz
Olhava vagamente para as coisas funestas que esse sistema oferece
Quando um olhar brilhante e fulminante pousou nos meus
Raios o que é aquilo de tão maravilhoso - pensei
Não era somente o brilho era algo que só se encontra entre dois amantes, mas não simplesmente dois amantes ou dois cinicos
Era puro magnetismo, contagiante, constante, Eros, amor em sua essência
Ao lado dele uma jovem que não devia ter mais de 20 anos tão linda, com o mesmo olhar contagiante...
Um tanto atordoada dei uns quatro passos a frente
somente para voltar quatro ficar parada de costas pensando e agora?
Resolvi representar que estava olhando os carros que contornavam a esquina
Foi quando ele perguntou: Por favor que horas são?
Pronto! Era tudo o que eu queria

Disse: São 8hs!
Cheguei mais perto e perguntei: Posso tirar uma foto, achei tão lindo vocês ...
Ele sorriu e ela também e concordaram
Enquanto eu pegava a máquina ela começou a arrumar os cabelos
Disse que não precisava
Não precisava de nada para deixa-la mais bonita
Como mulher é bicho burro
não precisam de nada
Precisam somente de serem amadas
Cliquei várias vezes
e depois pela primeira vez na minha vida
abri a bolsa e peguei algumas moedinhas, era para o café
Não eram esmolas
O amor não recebe esmolas
Tudo poderia ter terminado ali
Eu não ia falar nada disso
tirei fotos com o objetivo de guarda-las para mim, eram minhas
Mas ai, no outro dia, descendo na mesma estação
antes de virar a esquina disse a mim mesma: Cuida da sua vida!
Foi quando lá no final, depois do local onde achei o casal
vi aquele homem, o mesmo, bem ali, quase em meus pés,



no chão dormindo.
Levei um choque.
Cadê a jovem? O que houve?
O brilho anterior que tanto me enfeitiçou deu lugar a um abismo, como se eu estivesse vivendo um manual de instrução errado.
Dessa vez não precisei de autorização
Cliquei e fui embora
Não ia dizer nada disso,
se
andando pelas ruas e depois no sábado em casa e agora final de noite
não tivesse o fato martelando em minha mente,
somos uma raça muito injusta - repetia
andando pela minha casa,
desmontando meu guarda roupa
uma desordem
E aquela jovem sorrindo...
não tem uma casa,
um quarto
assim como eu tenho
um vestido pink, meias finas e um sapato azul escuro
e não pode ir na manicure
e não teve suas unhas pintadas de vermelho
combinando com seu batom em seus lindos lábios
que se abriram (abririam) em um sorriso de grande satisfação
Lai

Um comentário:

Anônimo disse...

Putz grilo como diriam no meu tempo