domingo, 26 de outubro de 2014

Thanatos






Depoimento de uma mãe ...

Foi em fevereiro, quatro horas da tarde
eu tinha acabado de chegar do hospital, estava internada
minhas filhas estavam a minha procura...
- Mãe se arruma, toma banho, troca de roupa - Eu pensei que elas tinham vindo so para me visitar. Estavam assustadas, muito assustadas.
- Mãe, vamos na cidade
- Fazer o quê? - Olha filha eu liguei a noite toda para o Dilson eu estava passando mal naquele hospital com aquela dor muito forte do lado esquerdo, parecia que tinham arrancado meu braço. O médico dizia: Tia você não tem nada! Ai eu ligava para o Dilson do Hospital, ligava, ligava, ligava sem parar e ninguém atendia.
- Mãe vai tomar um banho e trocar de roupa
- Fazer o quê? Tomar banho e trocar de roupa? Você ligou para o Dilson hoje?
- Mãe eu liguei para o Dilson hoje e ele pediu colo. Eu falei para ele que eu estava em Santana. E ele disse: eu vou para a casa da minha mãe
- A Sra. já comeu hoje?
- Não eu passei a noite toda no hospital
Então, elas me levaram de carro para o bairro Marechal Deodoro. No caminho disseram: Mãe se prepara para ver o Dilson!
- Ué o que aconteceu, ele matou alguém
- Não mãe pelo contrário, ele se matou
Então eu gritei e o predio inteiro ouviu e ninguém deixou eu entrar para ver o Dilson. Não gosto nem de lembrar. A médica disse que ele estava em pé com a corda no pescoço. Como foi duro para mim. Nossa Márcia, ele estava tão roxinho, com um ar de tristeza. Ele já devia estar muito triste. Daquela hora em diante eu fiquei meia pinel. Eu sinto isso até agora. Minha familia estava toda lá... meu primo de Rio Preto, estava sentado junto com outro primo, um primo lindo que eu tenho... MInhas irmãs....
Relatava o fato enquanto procurava uma foto dele no celular
- Minhas filhas tiraram a foto do celular porque eu estava chorando muito. Filhas da mãe, aquelas cachorras. Foi a Vanda quem tirou ou a Lilian

p/Lai





Nenhum comentário: