Translate

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

11 de setembro e outras histórias



             Covardia: Teu nome é Al Qaada -  11 de setembro


A melhor foto que representa



o terror que eu sentia




na presença de um adulto




Antigamente

quando víamos uma foto assim

Pensávamos suspirando: "Gostaria de morar em um lugar assim"

Hoje

Pensamos com pouco caso: "Lugar assim não existe"




O dia mais triste da semana é aquele que eu não vivi






Bonna nuit


Quando o meu amigo está infeliz, 



vou ao seu encontro; 



quando está feliz, espero por ele.


Henri Amiel e Lai 




Livro dos abraços



“Diego não conhecia o mar. O pai, Santiago Kovakloff, 

levou-o para que 

descobrisse o mar. 

Viajaram para o Sul. 

Ele, o mar, estava do outro lado das dunas altas, 

esperando. 

Quando o menino e o pai enfim alcançaram aquelas

alturas de areia, depois de muito caminhar, 

o mar estava na frente de seus 

olhos.

 E foi tanta a imensidão do mar, e tanto seu fulgor, 

que o menino ficou mudo de beleza. 

E quando finalmente conseguiu falar, tremendo, 

gaguejando, pediu ao pai:

– Pai, me ensina a olhar!
Eduardo Galeano




Coisas

Coisas que me fizeram parar e pensar...
As minhas fotos de crianças...
Onde estão as minhas fotos de criança?
Perderam-se no diluvio?
Quando o Tamanduateí transbordou?
Em minhas mudanças
para Florianópolis? Monte Verde?
Ou será que foram
Naqueles entulhos que eu joguei na caçamba?
Onde eu estava quando minha mãe
reunia a turma e dizia: Façam X
Eu não gostava de fazer X
disso eu lembro
Mas, tinha uma ou três em algum quanto
Agora que eu quero ser igual a todos vocês não posso

Outra coisa foi aquele homem as 8:45 da manhã no metrô
Depois de passarem uns 5 abarrotados
e nós ali na plataforma sem sair do lugar
ele me sai com essa:
"Não sei onde o Brasil arrumou dinheiro para financiar a copa"
Eu olhei para ele e respondi:
Disso aqui
Dessa nossa desgraça
E na copa nem se preocupe, ninguém estará aqui
para lembrar disso aqui
Estarão todos em casa
porque será feriado
Todos bêbados
Falando palavrão ou
gritando gol !!!!!!!!!!

Ele não disse mais nada
Nem eu
Fiquei no meu canto, amassada como sardinha em lata
pensando nas fotos de criança
Estava encucada com isso

 Lai




good night 

O Sono

O sono que desce sobre mim, 
O sono mental que desce fisicamente sobre mim, 
O sono universal que desce individualmente sobre mim —
Esse sono
Parecerá aos outros o sono de dormir,
O sono da vontade de dormir,
O sono de ser sono.
Mas é mais, mais de dentro, mais de cima:
E o sono da soma de todas as desilusões,
É o sono da síntese de todas as desesperanças,
É o sono de haver mundo comigo lá dentro
Sem que eu houvesse contribuído em nada para isso.

O sono que desce sobre mim
É contudo como todos os sonos.
O cansaço tem ao menos brandura,
O abatimento tem ao menos sossego,
A rendição é ao menos o fim do esforço,
O fim é ao menos o já não haver que esperar.

Meu Deus, tanto sono! ...

Álvaro de Campos






Homens e mulheres nunca vão se entender. 

Ele diz uma coisa.
Ela diz outra. 
Ambos acreditam fortemente no que eles dizem, 
mas não conseguem entender um ao outro, 
porque têm um critério de coisas completamente diferentes .. 
Então, devem falar menos ... e agir mais ... 
ações não pode ser mal interpretadas



Conta a lenda que dormia
Uma Princesa encantada
A quem só despertaria
Um Infante, que viria
De além do muro da estrada.

Ele tinha que, tentado,
Vencer o mal e o bem,
Antes que, já libertado,
Deixasse o caminho errado
Por o que à Princesa vem.

A Princesa Adormecida,
Se espera, dormindo espera,
Sonha em morte a sua vida,
E orna-lhe a fronte esquecida,
Verde, uma grinalda de hera.

Longe o Infante, esforçado,
Sem saber que intuito tem,
Rompe o caminho fadado,
Ele dela é ignorado,
Ela para ele é ninguém.

Mas cada um cumpre o Destino
Ela dormindo encantada,
Ele buscando-a sem tino
Pelo processo divino
Que faz existir a estrada.

E, se bem que seja obscuro
Tudo pela estrada fora,
E falso, ele vem seguro,
E vencendo estrada e muro,
Chega onde em sono ela mora,

E, inda tonto do que houvera,
À cabeça, em maresia,
Ergue a mão, e encontra hera,
E vê que ele mesmo era
A Princesa que dormia.

Fernando Pessoa




Os tibetanos tem um ditado:
‘Pense duas vezes antes de aceitar mel oferecido 
numa faca bem afiada.’ 
Ao tentar lamber o mel da faca, poderá perder a língua!
Não importa quanto sua curiosidade seja aguçada pelo sobrenatural, 
este é letal. 
Recuse qualquer convite para participar numa sessão de ocultismo, 
ou mesmo para observá-la




"Não procures proveitos desonestos, 

os proveitos desonestos são perdas."

Hesíodo 






Estava hoje a tarde

dentro do trem

já tinha pensado em tudo

estava além da morte da bezerra

sem mais nada para atormentar minha mente

Foi ai que veio aquelas antigas histórias que sempre me perseguem

São duas...

Acredito que antes do meu último suspiro

será ela a ser lembrada

A primeira aconteceu na porta da estação de trem

duas senhoras

uma mais jovem e a outra já idosa

discutiam

a idosa tentava se afastar e a outra segurava-a pela bolsa


Já tinha assistido Regresso para Boutiful

e assistido no cidade em alerta alguns filhos espancarem seus pais

assim, fui meter meu bedelho onde não fui chamada

- O que esta acontecendo - Perguntei

- Minha mãe esta doente, eu cuido dela, mas ela quer ir embora - A mais jovem 


respondeu


- Me deixa, eu quero ir pra minha casa - Implorava a mãe

Fiquei olhando ainda alguns minutos, com vontade de dizer; 

"Deixa ela ir. Deixa 

ela viver ou morrer onde quiser"

Mas ai lembrei de toda a trajetória do filme e seu final e meu,

me deu uma canseira...

O outro caso.

Eu estava lá pelas bandas da Brigadeiro Luiz Antonio, 

quase em frente ao extra. 

Quando próximo a mim uma jovem e uma senhora discutiam,

 pareciam mãe e filha. 

Dali a pouco a filha atravessa a rua correndo fugindo da mãe e a mãe corre 

como uma cabra atrás.

Tive vontade de gritar: "Deixa a menina em paz, sua vaca. Não esta vendo que 

ela não te aguenta!"

Mas, não disse nada, fiquei só torcendo pela menina, 

para que ela criasse asas e voasse pra bem longe. 

Vira e mexe eu lembro desses casos. Eles ficam bem na minha mente quando 

ela esta esgotada de tanto pensar. Essa senhora com certeza já morreu vitima 

de complicações emocionais como diabetes, pressão alta, colesterol, coração, 

artrose e outros diabos. A menina, ainda não tenho um final, 

mas sempre tenho 

a sensação que ela esta perto de mim, no trem no metrô, nas escadas rolantes 

eu fico sempre olhando pra ela sentindo vontade de passar a mão em seus 

cabelos, mas tenho medo de ser mal interpretada.



 Lai





2 comentários:

Jorge Sader Filho disse...

Admirado com a sua capacidade de produzir, Lai.
Excelente!
Abraço.

marcia lailin disse...

Obrigada Dr Jorge
te admiro pq vc com toda a sua experiência na área jurídica
não se tornou um juridiquês
aceita a minha agramatica numa boa
bjs