Translate

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Os símbolos da justiça


Cansada de procurar no google
fotos interessantes
sobre os símbolos da justiça...
P
rocurei em vão
só encontrei fotos xexelentas 
e assim

Fui fabricar as minhas
Grandes, coloridas
e não precisei ir muito longe
aqui mesmo
dentro da cidade de São Paulo
e não aqueles míseros e apagados
desenhos
disponível no google




Agora quanto ao significado
que cada um
pesquise o seu
Porque se eu colocar minha matéria
aqui
será muito fácil né
é só colar


Uma das deusas
esta não esta de olhos vendados
fiquem atentos a isso
uma esta vendada e a outra não




Uma vez pedi a um advogado
que me levasse para asistir uma audiência
ele disse que era uma chatice
Chatice eu descobri depois que era ele
Uma audiência é
muito legal
e eu que pensava que eles falavam gregos
Gregos são os livros
e as aulas
de direito
parece que são pagos
para se fazerem desentender...
Amei...com A maiusculo
fiquei até o fim
e nem tive fome
Foi lá no Palácio da Justiça
conhecem?
Não!
Parem de irem ao shopping
e as baladas
Não sabem o que estão perdendo




A deusa de olhos vendados

Não vou falar nada sobre ela
Não agora



De boca fechada
foi a primeira vez que vi uma





Olha eles ai de novo
Não são lindinhos?
O Juiz Samuel M. Jr
e o Dr Luiz Raskowisk da Defensoria Pública
Audiência Pública
dia 28/08 e 29/08





O trono do Juiz




A balança



O martelo




A deusa da justiça


A foto de um juiz na Faculdade de direito do largo São Francisco





A balança ao fundo




Instrumento para pesar objetos.
Os antigos estavam familiarizados com a balança
 simples de travessão.
Consistia numa barra ou travessão horizontal
apoiado no centro numa cavilha (cutelo)
ou num cordão,
e em cada extremidade do travessão
 se pendurava um prato ou gancho.
O objeto a ser pesado era colocado num dos pratos
 (ou pendurado em um dos ganchos,
como no caso de pequena sacola de dinheiro)
e os pesos conhecidos eram colocados no outro lado



 Podia-se fazer com que a balança 
se tornasse inexata por meio de braços
de comprimentos desiguais,
ou podia-se torná-la menos sensível
por meio de braços relativamente curtos,
ou por fazer com que o travessão fosse mais grosso
e mais pesado. 







Às vezes, os comerciantes utilizavam fraudulentamente
 a balança  e multiplicavam
o engano por usarem pesos
 inexatos,
um conjunto para compras
e outro para vendas



Deu no que deu



É isso pessoal


Mlailin




Nenhum comentário: